Ocorreu um erro neste gadget

Páginas

sábado, 22 de janeiro de 2011

Ke$ha - escandalosa e genial

 Ke$ha (Kesha Rose Sebert (Los Angeles, 1 de Março de 1987), mais conhecida pelo seu nome artístico Ke$ha é uma cantora e compositora estadunidense.)
O universo pop nunca foi lá muito comportado, mas de vez em quando surgem algumas figuras querendo colocar tudo abaixo. A mais recente delas é Ke$ha, uma loirinha que se apresenta como quem está chegando de uma balada daquelas de deixar qualquer um com dor de cabeça. Mas ela tem um outro cartão de visitas mais agitado e menos assustador: Tik-tok. Trata-se de seu primeiro hit, que não para de tocar nas rádios. Difícil existir alguém que aina não ouviu e é impossível ouvir e não dançar.


AntecedentesEla estourou nas paradas há pouco tempo, mas não é exatamente uma iniciante no mundo da música. Na verdade, desde muito cedo sua mãe, a cantora e compositora Pebe Sebert, envolveu a filha nesse universo. Quando Ke$ha tinha 17 anos, desisiu da faculdade para buscar seu sonho em L.A. (Los Angeles, EUA). Passou sufoco, como ter de dormir no carro de um amigo, mas foi percistente. Depois da faze brava, Ke$ha foi backing vocals de Paris Hilton e Britany Spears. Também participou do clipe de I Kissed a Girl, da amiga Katy Perry, e escreveu junto com Toby Gad a música This Love para o gurpo The Veronicas
Right RoundMas a sorte começou a mudar de verdade quando conheçeu o produtor músical Dr. Luke. O cara andava à procura de uma voz feminina diferente e quando a ouviu não teve dúvidas: bingo! O primeiro trabalho com Dr. Luke foi uma participação em Right Round, música do rapper Flo Rida. O Single bombou nas paradas e, enfim, ela ganhava projeção. Durante todo esse tempo tava sempre compondo (inclusive, The Time Of Our Lives, canção que ela escreveu junto com sua mãe, foi gravada por Miley Cyrus). Assim, quando Dr. Luke resolveu que ela deveria lançar um disco, só teve o  trabalho de escolher entre a cerca de 200 faixas que  tinha na manga.
Tik Tok A primeira escolha não podia ser mais certeira. Tik Tok foi lançada em formato digital, no início de agosto de 2009, nos EUA. Dois meses depois, a canção já rolava nos rádios e continua tocando sem parar. Enfim, era a vez dela. E 2010 começou com Ke$ha em primeiro lugar no Hot 100 da Billboard, posição que manteve por todo mês de janeiro e boa parte de feveireiro.
Mas não foi apenas com sua música que ela chamou a atenção. O visual desencanado e a língua afiada, que não economiza palavrões, também deram uma força para o repentino sucesso da maluquete da hora. E, para quem acha que ela é mais um "meteoro", que vai passar rápido, é bom ficar de ouvidos atentos, pois Blah Blah Blah, a nova canção de trabalho de Ke$ha já está rolando. E tem mais por aí, com certeza.

                                     Playlist                                             
*Tik Tok        
* Blah Blah Blah                                  
*Right Round

        Loucuras
¬>
A cantora queria que Prince fosse o produtor de seu primeiro disco. Como não conseguia falar com o ídolo, descobriu o endereço dele e foi até lá. Então, subornou o jardinheiro e deu um jeito de entrar na mansão. Descoberta foi expulsa da mansão pela segurança , não sem dar um geito de deixar um CD demo para Prince , que nunca entrou em contato com ela.

¬>Rola na web um vídeo em que ela e suas amigas cobrem uma parte do famoso letreiro de Hollywood com uma faixa que está pichado o nome da cantora, formando a palavra "Ke$hawood". Se é real ou não, fica difícil dizer. Mas que é engraçado, é !

¬> E, para completar, ela fez backing vocals para o single Nothing in the world, de Paris Hilton. Nada de mais , né ?:?: Acontece que ela foi convidada para uma festa na mansão da solicitante, bebeu todas, passou mal e vomitou no ármario da anfitriã, achando que estava em um banheiro. A amizade delas acabou ali e o episódio virou uma música chamada Paris Hilton's Closet . E ela nem fica vermelha nas gravações contando essa história! sauhsuahs'

Ri d+ com essas Histórias !! Beijunda**

POst D: Gloka L.

Nenhum comentário:

Postar um comentário