Ocorreu um erro neste gadget

Páginas

sábado, 22 de janeiro de 2011

Rap de leve

                           O rítimo das ruas não vive apenas de protestos e lamentações
Com mensagens mais tranquilas e até românticas, ritmos dançantes e visual sofisticado, alguns rappers provam que o estilo não é exclusivo da turma da barra pesada. Conheça os principais nomes dessa corrente mais suave do rap.

Tulio Dek

Há muito tempo que o rap brazuca mostra seu valor e ganha espaço pela enorme diversidade de estilos. E Tulio Dek é mestre nisso. Criado em uma fazenda goiana, cresceu ouvindo moda de viola e depois viveu dois anos nos EUA, onde conheçeu o rap. Voltou para o Brasil e caiu na noite carioca. Resultado do: seu primeiro CD, O Que Se Leva Dessa Vida é Vida Que Se Leva, passeia por diversos rítmos e inclui parcerias com os roqueiros Di Ferrero, do NX0, e Paulo Miklos, dos Titãs. Som de primeira, com certeza.
Chris Brown
Talentoso e polêmico, Chris agrada muita gente coim seu estilo sentimental.Discípulo declarado de Michael Jackson, ele consegue colocar em sua música o que passa também em seu coração e capricha nos clipes e no visual. Por outro lado, sua personalidade forte atraí ódio de outras pessoas. Acusado de agredir sua ex, a cantora Rihanna, andou frequentando tribunais e páginas policiais. A tempestade parece ter passado e seu terceiro CD Graffiti, está bombando.


Akon 
Nascido nos EUA, criado no Senegal e com uma voz no melhor estilo jamaicano. Esse é o caldeirão que forma o molho de Akon, pra lá de temperado. Além de fazer ótimas canções, ele tem várias parcerias de sucesso com os nomes como Lady Gaga e David Guetta. Uma grande jogada do cantor foi a gravação do tema de abertura da Copa do Mundo de 2010. Oh Africa, incluída em seu terceiro álbum, Freedom, já está rolando por aí. Show de bola!







Flo RidaO nome real dele é Tramar Dillar. O apelido é referência óbvia ao local onde ele nasceu : o estado da Flórida (EUA). O primeiro sucesso do rapper foi Low,de 2007, em parceria com T-Pain. Mas foi com Right Round, que tem participação de Ke$ha (amoo), que ele fez a festa. Aliás, o som dele é para festejar mesmo, sem medo de ser feliz  e sem nada a lamentar. Apesar de ter ficado há pouco mais de dois anos, o cara está na batalha desde os anos 90. Experiência conta!













Gostou ? deixe seu comentário, Beijunda
POST d : Gloka L.

Nenhum comentário:

Postar um comentário